tudo que precisa saber para ter melhores resultados
Aproveite o conteúdo do nosso Blog
Conteúdos exclusivos

Entenda como funciona a neutralização de carbono para frotas

Quando falamos da neutralização de carbono para frotas das empresas de transporte de cargas, este é um assunto considerado cada vez mais importante, já que é uma das técnicas utilizadas para compensar a emissão de gases do efeito estufa que não podem ser reduzidas. Isso significa que é uma maneira de evitar consequências das mudanças climáticas causadas pelo excesso de gases poluentes, por meio de um cálculo realizado de emissão de carbono. 

Segundo um estudo realizado pelo Observatório do Clima divulgado em 2020, estima-se que no Brasil, as emissões de gases cresçam no mínimo 10%, chegando até mais de 20%. Logo, é fundamental que toda população se conscientize e dimensione a quantidade de gases emitidos, buscando neutralizá-los no meio ambiente.

Diante do exposto, para entender melhor sobre o assunto, a seguir, explicaremos como funciona a neutralização de carbono para frotas. Acompanhe:

Afinal, como a neutralização de carbono funciona para frotas?

Para começar, é necessário que as empresas façam uma mensuração da sua própria emissão de gases na atmosfera. Sendo que, esta mensuração é efetuada com base em inventários que utilizam ferramentas convencionais, como o Greenhouse Gas Protocol (GHG Protocol) e a ISO 14064. 

Desse modo, o inventário de emissão é crucial, visto que serve para descobrir o melhor caminho para fazer a redução e/ou neutralização das emissões. Logo, são necessárias três etapas:

  • Descobrir quais são as fontes de emissão (uso de fertilizante nitrogenado, transporte, etc);
  • Coletar dados (com os colaboradores, gestores);
  • Aplicar cálculo (20 litros de combustível usado emitem uma quantidade determinada de CO2e, por exemplo).

Com a realização desses inventários sobre as emissões de gases, a empresa identifica como fazer adequadamente a neutralização. E a partir disso, proporcionam benefícios como, por exemplo:

  • Reduz gastos com combustível e energia;
  • Aumenta competitividade e credibilidade no mercado;
  • Amplia a possibilidade de abertura a novos mercados;
  • Disponibiliza uma resposta clara aos investidores;
  • Viabiliza o acesso a créditos especiais, dentre outros.

É importante frisar que, quando não é possível reduzir as emissões de gases, seja porque os custos são altos ou ainda porque não há tecnologia ou logística disponível, pode-se optar por fazer a compensação, a partir da neutralização. 

Técnicas de neutralização de carbono

Uma das formas mais comuns de técnica de neutralização de carbono, é o plantio de árvores, por conta do fácil acesso na compra por qualquer um que seja, pessoa ou empresa. Além disso, outra questão considerável é a conservação de florestas que resultam em diversos benefícios para o solo, água, biodiversidade, entre outros.

Outra técnica muito utilizada, é a de energias renováveis, com fontes mais limpas, as quais são consideradas mais eficientes no que concerne a neutralização de carbono.

Existe o CSS (sigla em inglês para carbon capture and storage) que refere-se a técnica de captura e armazenamento de carbono, única opção para alcançar redução relevante de carbono gerado por uso de combustíveis fósseis. 

Como as empresas de transporte de cargas podem reduzir a emissão de gases?

Além das técnicas já mencionadas, é primordial também algumas práticas que auxiliam na redução da emissão de carbono e que ainda garante redução de custos. Sendo assim, entre os principais podemos destacar:

Atenção com a direção do veículo – Mantenha a velocidade constante e evite freadas bruscas e arrancadas. A direção do veículo deve ser feita com acelerações suaves e lentas, os quais ajudam evitar a emissão de até uma tonelada de CO2 por ano.

Evite o uso excessivo do ar condicionado – O ar condicionado aumenta em 10% o consumo de combustível, liberando, geralmente, mais CO2 na atmosfera.

Realize revisões periódicas no veículo – Um veículo mal regulado polui mais e consome em média 50% a mais de combustível. Por isso, o ideal é que mantenha as revisões veiculares em dia, principalmente para assegurar economia, segurança e qualidade dos serviços. 

Calibre os pneus – O veículo costuma gastar mais combustível quando os pneus estão desregulados. Com isso, a pressão errada dos pneus pode ocasionar acidentes, por exemplo.

Escolha combustíveis ecológicos – Veículos movidos a álcool ou bicombustíveis,  economizam cerca de 500 kg de CO2 por ano a cada 20.000 km rodados.

Portanto, a neutralização de carbono para frotas é uma prática importante que viabiliza projetos ambientais, que garantem melhorias na qualidade de vida das pessoas e proporcionam o uso sustentável de áreas verdes.  Além do mais, permite às empresas identificar a quantidade de CO2 que emite na atmosfera e, assim, buscam maneiras para reduzir ou compensar essas emissões. 

A Cleanway oferece soluções direcionadas tanto para transportadoras quanto para embarcadores, com neutralização de carbono parcial ou total para frotas.  

Dúvidas?
Entre em contato conosco